domingo, 11 de dezembro de 2016

Qual é o propósito dos juízos de Deus no Apocalipse?

Mesmo Deus tendo deixado claro que o pecado é errado e que o juízo é iminente, muitas pessoas ainda se recusam a arrepender-se e a aceitar a graça divina (Rm 1.24-32; 3.24-26; Ap 3.9-18). Até mesmo nos últimos dias, quando Deus enviar Suas testemunhas para profetizar sobre a destruição vindoura, muitas pessoas irão preferir juntar-se às forças do mal e tripudiar sobre a morte dos profetas de Deus (Ap 11.4-6,10). Aqueles que se opuserem ao Senhor afastarem-se dele acabarão sendo excluídos de Sua presença.
Mas será que os juízos de Deus são para levar redenção à humanidade ou para simplesmente trazer destruição? O livro de Apocalipse dá-nos algumas pistas.
Apesar das pragas que a humanidade vivenciou, os homens não se arrependeram das obras de suas mãos (Ap 9.20,21). E os que sofreram a tortura dos gafanhotos desejaram a morte em vez de voltarem-se para Deus (Ap 9.6). Outros gritaram para que as rochas caíssem e escondessem-nos da "ira do Cordeiro" (Ap 6.16). Muitos preferiram morrer a admitir seus pecados. Na busca de escapar do juízo, eles mostraram seu medo de Deus, em vez de confiarem nEle.
O livro de Apocalipse enfatiza o juízo final de Deus (Ap 16.5-7). Tanto os cristãos como os não cristãos receberão exatamente o que merecem (Ap 2.23; 11.18; 14.13; 18.6; 20.12,13; 22.12).
Os juízos de Deus servem para cumprir diversos propósitos. São uma espécie de resposta parcial da parte do Senhor em retribuição às orações dos santos, mas que ocorrem no tempo de Deus, e não no nosso (Ap 6.9-11; 8.2-5). Os juízos divinos refutam o poder dos "deuses" da terra e dos inimigos de Deus, assim como as pragas que caíram sobre o Egito fizeram (Êx 7.8-12; 12.12; Ap 19.20,21; 20.9,10). Os juízos são parte da missão de Deus e oferecem uma última chance para que o mundo arrependa-se (Ap 14.6,7; ver Ap 9.20,21; 16.9,11).
O juízo contra a desobediência e os maus caminhos é inevitável - até mesmo para a Igreja (Rm 1.18-28; Ap 2.5,16; 3.3,16). Deus, no entanto, espera pacientemente pelo arrependimento, oferecendo Sua graça (Ap 2.7,16,17,22; 3.3,20).

ESTUDANDO APOCALIPSE 9.20,21
As imagens das trombetas do julgamento são aterrorizantes, independente se são interpretadas de maneira literal ou metafórica. Mas esses eventos não são caóticos, pois estão sob o controle de Deus e são usados para o Seu propósito.
A estrela que caiu na terra recebeu "a chave" e sabia o que fazer com ela (Ap 9.1,2). Quem deu a ela a chave e as instruções? Claramente, foi Deus. Mas o fato de o abismo está trancado indica que o poder de Deus é soberano quanto a esse terrível lugar.
Além disso, os gafanhotos recebem instruções e poder necessário para cumpri-las (Ap 9.5,10). De forma similar, os quatro anjos estão presos, e quando forem libertos, será por um tempo limitado (Ap 9.14,15). Em todo caso, Deus está limitando a destruição desses agentes.
O divino propósito desses eventos é claro: Ele quer que o povo arrependa-se. Mas, infelizmente, eles recusam-se a fazer isto (Ap 9.20). É triste pensar que o pecado pode esgueirar-se na nossa vida e tomar tanta coisa que as trombetas dos julgamentos ainda não seriam suficientes para fazer-nos voltar para Deus (Tg 1.14,15).
Peça a Deus para manter seu coração atencioso à Sua voz e orientação. Peça que Ele revele onde o pecado está endurecendo-o. Amém!

REFERÊNCIAS BÍBLICAS DO ASSUNTO: JUÍZO/JULGAMENTOS DIVINO

JUÍZO DIVINO:
  • É uma doutrina essencialmente bíblica: Mt 3.10,12.
  • É uma necessidade moral, por causa da justiça de Deus: Ap 19.11.
  • Será inevitável para todos os que rejeitaram Jesus Cristo: Jd 1.4,5.
JUÍZO DIVINO SOBRE O PECADO:
  • Deus se aborreceu: Gn 6.3.
  • Deus decidiu punir: Gn 6.7.
  • Deus enviou o Dilúvio: Gn 6.17.
JUÍZOS INFALÍVEIS:
  • No passado, de Cristo: Is 53.5; Jo 5.46,47.
  • No presente, do crente: 1Co 11.32; 1Pe 1.17.
  • No futuro, do pecador: Jo 5.28,29; Ap 20.11-15.
JULGAMENTOS:
  • Do pecador: Jd 1.15.
  • Dos crentes no Tribunal de Cristo: 2Co 5.10. (Na verdade, no Tribunal de Cristo, será uma prestação de contas. Onde serão julgadas as obras dos crentes através do corpo físico. (Veja: O TRIBUNAL DE CRISTO)
  • Das nações na volta de Cristo: Mt 25.31,32. (Veja: A SEGUNDA VINDA DE CRISTO)
  • Dos mortos sem Cristo: Ap 20.11-13.
JULGAMENTOS DE DEUS:
  • Deus julgou os antediluvianos: Gn 6.7.
  • Julgou Sodoma: Gn 19.23-25.
  • Julgou o Egito: Êx 7 a 14.
  • Julgou Nadabe e Abiú: Lv 10.1-3.
  • Julgou os israelitas: Êx 32.35; Nm 14.22,23,35,37.
  • Julgou os cananeus: Lv 18.25; Dt 7.12.
  • Julgou os caldeus: 2Cr 36.14-21.

Para mais descrições sobre os juízos de Deus no Apocalipse, visite:












Até a próxima!
Fica na paz!